Calado

QUANTAS VEZES MANTIVE CALADO
AINDA QUE EM UM IMENSO NADA
SE ENCONTRA LONGE O SENTIDO
DA MINHA MODESTA CAMINHADA

QUERO DIZER TUDO QUE SINTO
DIGO, NÃO SOUBE EXPRESSAR
NÃO PROCURE DENTRO DO LABIRINTO
NA PORTA PODE ME ENCONTRAR

PELO AR SEMPRE ESPALHO
E QUANDO TU PUDER CATAR
DIREI MEU ESPAÇO E PASSO
COM O OLHAR QUASE CHEIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s