Mineiro do Mato

Grande é o coração de mineiro
Das manhãs de sábados
O trem acorda cedo
Melhor é o café e o queijo caseiro
Moda de viola é o que não falta
Gosto mesmo é de cuidar do terreiro

Uns doze filhos para levar geração
Manda embora para criar asas
Mas depois de velho quero atenção
Filho à toa aceito não, arruma alguma coisa
Ou vai cuidar da nossa plantação

Raiz temos de todos os tipos
Batata doce, alface e laranja
Praga,  limão e milho
Haja defensivos
Faço muitos doces
Doce de leite, marmelada
Meu preferido, pé de menino

Grande é o seu celeiro
Das manhãs de sábados
Cada bicho de um jeito
Tem cavalo para montar
Galinha, porco e  lago para pescar
Leite de vaca é o melhor
Esqueci de falar do carneiro
Avestruz animal esquisito
Deles sempre soube cuidar

No quintal tem um cachorro
Mais rápido que homem lobo
Pula de um lado para o outro
Nunca vi um trem tão brincalhão
Ajuda a cuidar do gado
Ele tem bom coração

As crianças só sabem brincar
Corre o dia inteiro no meio do mato
Tropeça, machuca e quebra o braço
Maria, João e Sebastião não param de brigar
Mando fechar a boca para não estressar
À noite acende um fogo
Na fogueira ficam a olhar
Vêm para casa só para jantar
Cansado de olhar o pássaro  piar
É hora do mineiro descansar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: